Fort Atacadista

Desafio Fort movimentou Campo Grande, no Mato Grosso do Sul

A 4ª edição do Desafio Fort, corrida e caminhada em milhas, atraiu mais de 2.500 pessoas para as ruas de Campo Grande no domingo, dia 20 de agosto, em Mato Grosso do Sul. Com distâncias nas corridas de 5 milhas (8 km) e de 2,5 milhas (4 km), e caminhada de 2,5 milhas, a largada aconteceu às 8 horas da manhã no Fort Atacadista da Avenida Presidente Vargas 1336, no bairro Papa João Paulo II, mesmo local da chegada, atraindo pessoas de todas as idades. “Tenho 73 anos e corro desde 1958. Herdei essa disposição do meu pai, Lucas, que correu até os 83 anos. Antes eu jogava bola. Joguei pelo clube Operário e depois fui treinador desse mesmo time. Fiz a prova de 2,5 milhas em 25 minutos. A corrida me dá uma sensação muito boa, além de me trazer saúde”, disse João Benedito Ferreira.

Houve a entrega de troféu aos cinco primeiros colocados nas corridas masculina e feminina e sorteio de 1 ano de compras grátis (vale-compras para um ano no valor de R$ 400 ao mês) e de 10 vale-compras no valor total de R$ 400,00 para os inscritos. “Há um ano venho treinando puxado. A corrida melhorou a minha autoestima. Desde que coloquei na minha cabeça que ia correr para competir tenho levado muito à sério os meus treinos e tenho melhorado a cada prova. Não tive a oportunidade de praticar esporte na minha infância e adolescência, então hoje eu agarro essa oportunidade com unhas e dentes”, afirmou Rita de Cássia Gomes, 2ª colocada na corrida feminina de 5 milhas.

Todo o valor arrecadado com as inscrições foi doado para a LBV – Legião da Boa Vontade. “No mês passado fomos convidados a ser a instituição beneficiada com o troco solidário e para nossa grata surpresa, tivemos também o convite para recebermos a inscrição do Desafio do Fort. A instituição atende 250 crianças e adolescentes, oferecendo toda parte de musicalização, arte, cultura e a renda da corrida será destinada a cobertura da quadra poliesportiva”, disse Márcio Oliveira, gerente da LBV de Campo Grande.

A causa da doação para a LBV, atrelada ao desafio esportivo, levou muitas pessoas a participar da corrida, que ainda teve diversas atrações disponíveis para as crianças e as famílias dos participantes. “Comecei a correr há um ano. Desde então participo de várias corridas, mas essa em especial, viemos pela causa. Conhecemos a instituição beneficiada e fizemos questão de participar. Essa corrida está sendo muito especial, pois minha mãe, Maria Tereza, de 77 anos também correu as 2,5milhas”, afirmou Ronaldo de Oliveira.

O evento atraiu também diversos funcionários do Grupo Pereira, que aproveitaram a ocasião para ter uma vista da cidade de uma maneira diferente e de quebra fazer uma atividade física no domingo de manhã. “Eu já corria há alguns anos, parei e voltei a treinar com um grupo de corrida em Campo Grande em março de 2017. A corrida me traz disposição, saúde e uma sensação muito boa de bem-estar. Essa é a terceira edição que participo da corrida do Fort”, disse Emivaldo da Silva Bezerra, gerente administrativo Regional do Fort Atacadista em Mato Grosso do Sul, 2º colocado na corrida masculina de 2,5 milhas.