Lages ganha a sua primeira unidade Fort Atacadista nesta quarta-feira (20)

Com investimento de R$ 35 milhões, loja é a 39a da rede no país e a primeira do Fort na região serrana de Santa Catarina

O ano que marcou a comemoração dos 20 anos do Fort Atacadista vem sendo marcado também pela forte expansão da rede de atacarejos administrada pelo Grupo Pereira, que ao longo de 2019 investiu mais de R$ 250 milhões na abertura de novas lojas. Nesta quarta-feira, dia 20 de novembro, inaugura a 39a unidade do Fort Atacadista, na cidade de Lages (SC), na av. Belizário Ramos, 1.628 – bairro Copacabana, a partir das 9h. Esta será a 26a loja da rede somente no estado de Santa Catarina, sendo a primeira na região serrana, e a 75a unidade de negócios do Grupo Pereira – presente em cinco estados. Somente neste ano, o Fort Atacadista ampliou a sua atuação no varejo nacional com várias novas lojas, sendo a maioria delas em Santa Catarina, onde é líder de mercado.

Para a inauguração desta quarta-feira, o público será recepcionado a partir das 8h com música, degustações de grandes marcas e uma cerimônia com a presença de autoridades e diretoria do Grupo Pereira; a loja abre as portas às 9h, com ofertas especiais que têm validade somente para a data, como já é tradição nas inaugurações do Fort Atacadista. Somente nesta unidade foram investidos R$ 35 milhões e foram gerados 350 novos postos de trabalho, entre empregos diretos e indiretos.

Para o Grupo, a expectativa quanto à chegada em Lages é grande. “Muitos lageanos já conheciam nossas lojas de outras cidades, principalmente no litoral catarinense, mas agora poderão contar com as facilidades e economia de ter um Fort em Lages, reforçando nossos laços com a cidade, onde desde a década de 60 já temos uma relação comercial e de amizade, com meus pais, Hiltrudes e Ignácio Pereira, fundadores do Grupo Pereira, trazendo mercadorias para os comerciantes locais”, ressalta João Pereira, vice-presidente comercial do Grupo Pereira. O empresário estima que loja atenderá também a municípios vizinhos, como Vacaria, São Joaquim, Otacílio Costa e Campo Belo do Sul. “A escolha de Lages para receber o primeiro Fort na serra catarinense foi estratégica, pois sabemos da importância da cidade para a economia de toda a região”, completa João Pereira.

Loja moderna e completa

Os clientes da região ganham uma loja moderna, ampla e completa. Em um terreno com mais de 21 mil m2, com uma área de vendas superior a 4 mil m2, o Fort Lages conta com 266 vagas de estacionamento e 23 checkouts (caixas), sendo que cinco deles são “self checkouts” – ideais para compras rápidas, onde o próprio cliente passa e finaliza as suas compras. Com iluminação em LED e 24 corredores amplos, a loja está abastecida com uma variedade de mercadorias, entre mercearia, bebidas, perecíveis e bazar, totalizando até 10 mil itens.

Outra novidade que chega para melhorar a experiência de compra dos consumidores é o Açougue Carne Fresca, que além da variedade – são mais de 40 cortes – traz o diferencial das carnes frescas (não maturadas), que chegam diariamente ao açougue, e das porções fracionadas, já dispostas em bandejas para facilitar as compras e agilizar o preparo das receitas. Em formato “aquário”, o Açougue permite que o cliente acompanhe com mais transparência o trabalho dos açougueiros. “Os clientes ganham em qualidade, já que trabalhamos com carnes de excelente procedência para entregar o melhor para os consumidores do lar, transformadores e comerciantes”, destaca Gilberto Oliveira, diretor nacional de operações do Fort Atacadista.

Contrapartida social

Na cerimônia de inauguração, o público poderá acompanhar a entrega do cheque no valor de R$ 2.500 para a instituição ALPA Lages, associação sem fins lucrativos que promove ações em benefício a animais domésticos, como a castração de cachorros e gatos de rua. E a partir do primeiro dia de funcionamento os clientes poderão fazer contribuições ao projeto Troco Solidário, que a cada semestre reverte o montante arrecadado para entidades filantrópicas. A primeira instituição beneficiada será a Casa de Apoio Colibri, que abriga pacientes carentes e seus acompanhantes durante o tratamento, vindos de municípios do Planalto Serrano e Oeste catarinense, que estão na cidade para tratamento de câncer e hemodiálise.